quinta-feira , 24 abril 2014
Últimas Notícias

Como um motorista deve proceder quando um veículo de socorro se aproxima?

light_2

Diariamente, muitos motoristas se deparam com veículos oficiais no atendimento a ocorrências. Apesar de parecer comum, existem condutores que não sabem ou não agem de forma adequada.

Segundo o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), alguns veículos têm prioridade de passagem em relação a outros como é o caso de veículos de socorro de incêndio e salvamento, polícia, fiscalização, operação de trânsito e as ambulâncias.

Ainda de acordo com o código, “todos os condutores deverão deixar livre a passagem pela faixa da esquerda, indo para a direita da via e parando, se necessário”. Aos pedestres, a recomendação é aguardar no passeio, só atravessando a via quando o veículo já tiver passado pelo local.

Respeito aos veículos de socorro

Em entrevista ao Portal do Trânsito, o Tenente Coronel Loemir Matos de Souza, comandante do Batalhão da Polícia de Trânsito do Paraná diz que nunca aconteceu nenhum caso em que, com a sirene ligada, o condutor do veículo de socorro teve seu deslocamento prejudicado por má conduta de motoristas. Segundo ele, “os motoristas têm respeitado as regras do Código de Trânsito Brasileiro e liberado passagem”. O que acontece é dificuldade em manobrar o veículo por causa de espaço, como em casos de congestionamentos. Outra situação é a que motoristas que estão com os vidros do carro fechado, som e ar condicionado ligados demoram mais para perceber a aproximação do veículo de socorro, o que pode tornar a liberação da passagem mais lenta.

Em casos do motorista não respeitar a passagem, é anotada a placa do veículo para posterior notificação. De acordo com o artigo 189 do CTB, não liberar passagem é uma infração gravíssima, com multa de R$191,54 e um acréscimo de sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Vale lembrar que os órgãos e integrantes do socorro também devem ter conduta adequada, e não somente os motoristas. O uso de dispositivos de alarme sonoro e de iluminação vermelha intermitente só pode ocorrer quando há efetiva prestação de serviço de urgência. A ultrapassagem e deslocamento de veículos de socorro devem acontecer, segundo o CTB, “com velocidade reduzida e com os devidos cuidados de segurança”. No caso da Polícia de Trânsito do PR, os condutores de veículo de socorro são treinados e recebem um curso de condutor de viatura.

Independentemente de dirigir qualquer veículo, é necessária atenção indispensável para que ambas as partes possam circular com segurança.

Fonte: Mariana Czerwonka (Portal do Trânsito)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top